Capa » Destinos de viagem » Washington DC

Washington DC

Washington é uma cidade linda!!! Fica situada na parte leste dos Estados Unidos, às margens do Potomac. É lá que estão  as sedes dos poderes executivo, legislativo e judiciário do país, do fundo monetário internacional, do Banco Mundial e da OEA.
Começou a ser construída no final de 1700 e inaugurada em 1800 com uma nova emenda americana, mesmo ano em que se tornou a Capital americana.
É a capital mais arborizada do mundo!!!!!  De todos o lados que você olha, tenha certeza que verá o Washington Monument.  Ele é grandiosos e dá para ver, até de Arlington.

A única coisa que atrapalhou um pouco a nossa visita, já que adoro fotografia,  é que a cidade estava quase toda em obras. O The Mall, Georgetown Harbour, alguns prédios estavam em manutenção, o reflection quase sem água, mas mesmo assim aproveitamos muito a cidade.

Engana-se quem pensa que visitar Washington com crianças pode não ser uma boa opção.  A cidade tem muito entretenimento cultural, praças enormes onde eles podem estravazar, correr e brincar. Meu filho de 10 anos amou a viagem!

Nosso roteiro de 5 dias de viagem em Washington foi assim:

1º Dia –
Saímos de Chicago no final da manhã e chegamos a DC no horário do almoço e meio às cegas. Eu já tinha lido, exaustivamente, o blog da Cláudia Beatriz que mora em Washington, que sigo, o www. aprendizdeviajante.com e o da Luciana Misura, que também mora nos Estados Unidos e sigo, o www.luciana.misura.org.   Digo às cegas, porque não tinha imaginado o tamanho daquela cidade.

Washington respira informação, cultura.   Achei a cidade um pouco séria, mas depois fui me familiarizando com ela.
Escolhemos o hotel pela praticidade e pela distância dos museus. Reservamos nosso hotel pela internet e ficamos hospedados no L’Enfant Plaza – (hoje o quadrilátero está todo reformado e o hotel que ficamos está ocupado por uma repartição pública, mas há varios bons hotéis na região, que você pode encontrar AQUI  – a região já está marcada, é só alterar as datas!!!)   Lógico que contra todos (2 x 1 – os meninos e eu), fomos para o hotel de metrô, considerando que a distância era de quatro míseras estações, mas contra a vontade dos garotos, mais comodistas.
Munidos de nossas pequenas malas, fomos para as máquinas tirar nossos cards para andarmos de metrô. Você tem que ler para onde quer ir e colocar o valor suficiente. Nada difícil, basta saber para onde se vai. Pegamos a escada rolante e fomos esperar o trem, ao ar livre.  A plaquinha indicava que ele chegaria em 7 minutos. Os dois me olharam com cara de reprovação. A uma porque o trem iria demorar, para eles, uma eternidade, pois em 7 minutos já estaríamos longe do aeroporto, dentro de um taxi e à outra, porque estava 41º C e nós na plataforma, derretendo. Bom, enfim o trem chegou e em alguns minutos (nem 10), chegamos ao nosso destino o hotel.
Fizemos o check in, subimos para deixarmos a malas e trocar de roupa.  Partimos para o Museu Aeroespacial que ficava a algumas grandes quadras do nosso hotel.

Saímos do hotel em direção a Independence Avenue, avistamos o Smithsonian Castle uma instituição que administra alguns museus, o zoológico entre outras altrações e partimos para o museu aeroespacial.

O National Air and Space Museum é muito interessante. Tem histórias para contar. Desde a invenção da máquina, o avião Kitty Hawk dos irmãos Wright (1903) até os foguetes de hoje em dia. Você passa pelas cabinas de vôo de um boeing e aviões antigos, vê uma estação espacial, filmes em IMAX, enfim, uma enormidade de sabedoria e de informações. Tem a parte das Grandes Guerras e uma maquete de um hidroavião muito bacana. O passeio foi muito proveitoso.

 

 

Saindo de lá, fomos andando até o Capitólio, mais uns dois grandes quarteirões (esse foi, para nós, o único inconveniente, não pelos adultos, mas pelo nosso garoto, que tinha que andar demais naquele calor).
Chegando lá, ficamos outra vez maravilhados com o que víamos. O Capitólio é lindo sim!!!! Um dos ícones naquela cidade.   Tiramos várias fotos e depois fomos nos refrescar num dos traillers que tem em cada esquina daquela região. Comprar água e sorvete.

 

Pegamos um taxi e fomos para a Union Station. Outra vez, ficamos maravilhados com o que vimos. Organização, limpeza e grandiosidade. A Union Station construída em 1908 e restaurada em 1988, tem um saguão principal com um teto lindo, de 30 metros de altura com folheados a ouro (pena que uma grande parte estava com tela, por conta das obras). Tem 100 lojas, cinema e praça de alimentação. Uma beleza. De lá também saem os tours de double decker. Há vários tours: o double decker, o trolley e o duck tour. Cada um com seu trajeto, algumas vezes os tour se encontram, mas cada um com suas peculiaridades. Escolhemos o primeiro deles.

O site dos tours é: www.opentopsightsseing.com , www.trolleytours.com

Os detalhes do teto da Union Station são incríveis
Estação Union Station de onde partem trens para vários lugares da cidade e do país

Comemos um lanchinho no Great Steak que adoramos e saímos a pé, já que o sol tinha baixado para conhecer o local. Fomos pelo The Mall, um grande espaço, todo arborizado, que vai do Capitólio até o Washington Monument.  Acredito que a parte que vai até o Lincoln Center faça parte dele também.  Assim, fomos andando e passando por vários monumentos, museus, prédios públicos, chafarizes e esquilos, muitos esquilos. Como meu garotinho adora brincar com eles, inúmeras paradas foram realizadas para tanto.
Passamos por um lugar muito bacana, no meio disso tudo, o Butterfly Habitat Garden, um lugar, também administrado e cuidado pela fundação Smithsonian, onde há várias plantas exóticas, típico oásis tropical e muitas borboletas.  Tem até um banquinho num recôncavo, onde dá para ficar apreciando as borboletas.

Passamos, novamente, pelo Smithsonian Castle e ficamos bem impressionados com a beleza da construção e os caminhos por entre os jardins.

The Mall

Washington Monument

Fundação Smithsonian – mantenedora de vários dos muitos museus de Washington
Os fundos da fundação tem um jardim lindíssimo

Chegamos no hotel junto com a chuva. E que chuva!!!!! Decidimos pedir um serviço de quarto e descansar para o próximo dia.  Não nos arrependemos.

2º Dia –
Saímos logo cedo, após o café da manhã para o National Zoo.
O zoológico de Washington está localizado no Rock Creek Park. Esse “Park” é anterior à construção de Washington e era habitado por índios. Atualmente, abriga campos de golfe, cabanas, um planetário e muitos esportistas.
O lugar é magnífico, totalmente arborizado, em meio a uma área residencial.
O zoológico é gratuito. Você paga pelo mapa, se quiser, pois há mapas em placas de madeira, por todo o local. Considerando como um dos melhores do país, abriga muito animais, como pandas gigantes, muitas aves, macacos, elefantes, entre outros.
Um pouco cansativo, digo, por conta das subidas e descidas, considerando o sol e a temperatura. Acredito que num tempo mais ameno, a visita não seja tão cansativa.
Como sempre, tudo muito limpo e organizado, só não fiquei satisfeita com a parte de alimentação, uma vez que as lanchonetes estavam quase todas fechadas.
Almoçamos por lá mesmo, hot dogs, que eram nossa única opção.
O site do zoo é: www.nationalzoo.si.edu

Partimos para o National Aquarium. O aquário está localizado no subsolo do Commerce Building. É pequeno, mas vale a visita. Uma das poucas atrações pagas em Washington que visitamos. Compramos nossos tickets, recebemos nosso mapa e partimos.

Em certos horários há exibições diferenciadas com a alimentação das piranhas, dos tubarões e dos crocodilos.  A visita leva, aproximadamente, 45 minutos. É bem rapidinha.
O site do National Aquarium é: www.nationalaquarium.org

Como estávamos na região da Casa Branca, saímos andando em direção a ela.
Passamos pelo Treasury Building e pela Sherman Square, que ficam ao lado.
A Casa Branca ocupa um espaço imenso em DC. Tem três andares, foi a habitação do presidente John Adams (o primeiro a morar lá) em 1800, oito anos após o início das obras de construção.
Muita gente se aglomera na frente dos portões para fotos e para ficar apreciando o chafariz, a casa, os seguranças no telhado, etc.

Sherman Square
Casa Branca
Casa Branca

Demos a volta e passamos do outro lado, nos portões de entrada e saída da Casa Branca e entramos numa loja especializada em artigos da Casa Branca.

Casa Branca
Treasure Buildind

Seguimos em direção ao  National Sculpture Garden.

O Jardim é lindo e tem esculturas também muito bonitas.   Um museu a céu aberto.  Tem uma praça no meio, com um chafariz lindíssimo.  Um espaço delicioso, cheio de paz.   Quase no final da visita começou a chover e nos abrigamos num restaurante dentro do Jardim de Esculturas, o Pavillion Café. Delicioso, por sinal. Comemos uma bomba de chocolate com creme de zabaione muito gostosa. Lanchamos e saímos em direção ao nosso hotel, passando é claro, pelo The Mall e pelo Smithsonian Castle e seus caminhos floridos e arborizados. Tão lindos que mereciam sempre a visita.

 

 

Jantamos no Hard Rock Café. Como sempre, muito gostos, aproveitamos bastante a visita. Voltamos a pé para o hotel, par gastarmos as calorias adquiridas!!!!  Tivemos a oportunidade de ver como o Capitólio é bonito à noite.

3º Dia –
Após o café da manhã saímos para o Museu de História Natural. Esse dia estava meio nublado, estranho…… havia previsão de chuva a qualquer hora.
O Museu de Historia Natural de Washington é tão bom e lindo como os demais, de Nova York e de Chicago, mas diferente na concepção. Há pavilhão de dinossauros, alimentação de tarântulas ,uma parte especial para insetos,  projeções, histórias de antigas cidades e culturas.
Nesse museu, também, está o famoso Hope Diamond de 45,2 quilates.

Hope Diamond

Cumprido o período destinado à visita, saímos em direção a Union Station para pegarmos nosso “double decker” e passear pela cidade.

Fomos para Georgetown. O trajeto é bem legal. O ônibus vai passando pelos pontos principais da cidade e te contando um pouco do lugar e da história (preferia sempre fazer o tour com a gravação, era melhor do que com a locutora que falava apenas para os nativos. A grande maioria dos turistas que eram japoneses e nós ficávamos às vezes boiando porque ela falava rápido demais e só pronunciava a palavra até a metade – muito ruim).

No caminho, passamos por vários bairros legais, arquitetura impar.  Dupont Circle é um exmplo, um local com uma arquitetura maravilhosa, muitos bares, restaurantes, lojas de grife.  Muito agitado.

Georgetowm é uma região diferenciada, composta de várias lojas, restaurantes finos e bares populares. Tem muitos hotéis e bastante gente circulando.
Fomos ao Georgetown Harbour, mas estava todo em obras, muitos restaurantes estavam, inclusive, fechados. O lugar deve ser maravilhoso mesmo, nos finais de tarde, para ver o por do sol, mas infelizmente, naquele dia, além de não ter sol, as obras atrapalharam um pouco a vista.

Dupont Circle
Vista do Georgetown Harbour
Georgetown Harbour

Voltamos para a região dos restaurantes e lojas. Há vários bistrôs, lanchonetes, tudo muito bonitinho. Escolhemos o Johnny Rockets para experimentar os lanches de lá e gostamos bastante.

Após o almoço, continuamos passeando pelas redondezas, para vermos as lojas e as peculiaridades do local.
Tem muita loja de grifes importantes e procuradas por todos. Há a loja dos cupcakes mais falados de DC, mas a fila não ajudava. Sim, fila na porta, de mais de 30 minutos para entrar na loja e fila dentro da loja para comprar os cupcakes.
Entramos na Dean & Deluca e me esbaldei com a riqueza de coisas dentro da loja. Compramos alguns chocolatinhos “carésimos” para comer.  Resumo – eram mais bonitos que gostosos, mas valeu!!!!

Comemos no Johny Rockets.

Voltamos ao nosso tour, passamos pelo Cemitério de Arlington que é ponto turístico muito visitado e existem vários tours para explorar o espaço.  O presidente Kennedy está enterrado lá.  Seguindo, passamos pelo Pentágno e como não resistimos, paramos no Pentagon City Mall.  Um shopping bem completo, com uma grande variedade de lojas, praça de alimentação e uma Macy’s enorme!!!!!! (não sei porque gosto tanto dessa loja!!!!!).  Em frente há um mall menor, com uma Best Buy bem grande.

National Seabee Memorial
Cemitério de Arlington
Cemitério de Arlington
Pentágono
A imagem diz tudo!!!!

Saímos de lá e voltamos para o nosso hotel de metrô, já que eram somente 3 estações.

Nesse dia, jantamos no American Grill, restaurante do nosso hotel. Preço um pouco salgado, mas a comida era de boa qualidade.

4º Dia –
Após o café saímos pegamos o double decker na porta do nosso hotel – era uma das paradas.
A idéia era irmos ao Spy Museum e ao Newseum, mas nosso garoto já estava cansado de tanta informação e decidimos abortar a idéia.
Fizemos a parada no Lincoln Memorial que abriga uma estátua de Lincoln de mais de 5 metros de altura, uma escadaria enorme que corresponde a quantidade de estados americanos quando da morte de Lincoln.

Lincoln Memorial
Estátua de Lincoln

Atravessamos os jardins e fomos em direção à estátua de bronze de Albert Einstein, pouco visitada, diga-se.

Estátua de Einstein

Pegamos, de novo, nosso bus tour e depois de muitas paradas e troca de tour, chegamos à Washington National Cathedral.  A torre central é o ponto mais alto da cidade (206 metro), foi palco de vários funerais, dentre eles do presidente Eisenhower e de casamentos como o de Al Gore e de Robert Dole.  Há uma galeria no 7º andar da Catedral que oferece vista panorâmica da cidade.

Casa da Moeda
Ford Theatre
A casa onde Lincoln morreu

National Cathedral

De lá, pegamos um taxi e fomos para Chevy Chase, na Galeria Mazza (dica da Mônica Freitas, outro blog que sigo www.amotudoisto.com). Lá também dá pra chegar fácil de metrô. Aliás, a cidade toda é muito bem guarnecida pelo metrô.

O lugar realmente é bem bacana.  Há dois shoppings bons, um ao lado do outro e bons restaurantes.  Atravessando a rua, chega-se a outro distrito com  várias lojas de grifes como Dior, Bulgary, Louis Vuitton, Gucci, entre outras, com atendimento VIP.
A Nordstrom da Galeria Mazza é ótima e tem bons preços. Almoçamos no fast food  e voltamos de taxi até a  catedral para pegarmos nosso tour.

Continuando o passeio  passamos pelas embaixadas em DC.  O bairro é muito bonito, as casas com jardins muito bem cuidados.  As embaixadas exibem as bandeiras dos países que representam.  Bem legal.  Pena que a bandeira do Brasil estava hasteada, mas invisível, pois não havia vendo e ela estava escondida atrás do mastro.

Voltamos para o hotel bem cansados, porque o sol tinha voltado a nos visitar e o calor continuava.

Chegamos com a chuva que perdurou por muito tempo. Pegamos um taxi para jantar, porque não havia a menor possibilidade de andar a pé pela cidade. Fomos ao Carmine’s, na 7th. Muito bom, porção grande, suficiente!!!   Na volta, pegamos outro taxi, porque ainda chovia.

5ª Dia –
Saímos para visitar mais monumentos.
Paramos no Memorial da 2ª Guerra Mundial, onde há um espelho d’agua rodeado de pilares de granito que representam os estados e territórios do período da Guerra. Muito lindo. Há uma parede – a Freedom Wall – com quatro mil estrelas douradas, representando uma para cada 100 americanos mortos na guerra. Um tributo. No dia da nossa visita, muitos combatentes, bem velhinhos, estavam passeando por lá.  Talvez fosse algum dia comemorativo.

 

Continuamos  andando pelo Constitutional Garden até os demais memoriais. Passamos pelo Korean War Veterans Memorial, Vietnam Veterans Memorial, Franklin Roosevelt Memorial, Martin Luther King Memorial, Washington Monument (quase todos os dias – ele pode ser visto de vários locais da cidade). Enfim, exploramos bastante essa parte da cidade.

Memorial da Guerra do Vietnam

Memorial de Martin Luther King

Paramos no Jefferson Memorial que tem uma estátua de bronze de 5 metros de altura. O monumento tem estilo romano e fica à beira do Tidal Basin (contam que na época da florada das cerejeiras o lugar fica maravilhoso!!!!).  O Tidal Basin é um lago enorme, cercado de vários memoriais, onde há pedalinhos para alugar e passear por ele.
O memorial é limpo, embaixo dele tem banheiros, lojinhas, tudo muito organizado.

Jefferson Memorial

Estátua de Thomas Jefferson
Vista do Tidal Basin, do Jefferson Memorial

De ônibus, fizemos os tours necessários para visualizar a cidade. Vista panorâmica!!!!
Paramos em frente ao hotel The Willard, cujo bar é considerando o mais movimentado por ali.  Lindissimo e cheio.  Todos os dias!!!!

The Willard

Decidimos almoçar nosso último Great Steak na Union Station. Na saída, saimos andando pelas enormes praças arborizadas do Union Station Plaza e passamos pelo Capitólio, Suprema Corte e Biblioteca do Congresso, a maior do mundo com 120 milhões de itens. Antes, porém, parada obrigatória para alimentação dos esquilos.

Union Station Plaza

Biblioteca do Congresso

 

Chegamos ao Jardim Botânico e decidimos fazer uma visita.  Uma boa escolha!!!   A entrada é gratuíta.  Ficamos impressionados com o lugar. Há mais de 4 mil plantas, ambientes temáticos, uma passarela em cima da floresta tropical e uma quantidade enorme de orquídeas.   Muito bonito mesmo.

Botanic Garden

Jantamos na Churrascaria Fogo de Chão. Serviço excelente.  Não precisa maiores comentários.

Último dia.
Como estávamos muito cansados, decidimos chamar um transfer. Fiz tudo pela internet e fomos de www.supershuttle.com. Muito bem atendidos, no horário, sem maiores problemas.
Ficamos pelas imediações do hotel, arrumamos nossas coisas, fizemos o check out e fomos para o aeroporto.
Almoçamos no Friday’s do aeroporto, para não perder o costume e embarcamos de volta para nossa terrinha!!!!!!

Sobre Debora Godoy Segnini

Debora Godoy Segnini
Nascida em São Paulo, atualmente morando nos Estados Unidos, é mãe, esposa, funcionária pública em trabalho remoto, editora deste blog, viajante, até na maionese, adora viajar, vinhos, cozinhar, restaurantes, livros, passear, sol, chuva, doce, salgado, montanha russa, museu....... e no blog retrata as viagens da família, do casal e da vida!!!! Tudo aquilo que mais Gosta e Pronto!!!!

Confira

Como alugar um Motorhome

Neste post eu vou explicar como alugar um motorhome nas empresas que já aluguei aqui …

2 comentários

  1. Debora, oi. Gostei muito das suas dicas. Soraia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *