Capa » Destinos de viagem » Canadá » Canadá – Montreal

Canadá – Montreal

Partimos para Montreal, distante 240 km de Quebec. Montreal é uma ilha de 50 Km de extensão e é a segunda cidade mais populosa do Canadá.

Assim que chegamos fomos para Biodome de Montreal, que fica num anexo ao Parque Olímpico.  Um tipo de zoo, na verdae, um museu ambiental que recria zonas climáticas, como a  floresta tropical que conta com exemplares de capivaras, micos leões, preguiças, araras , depois as fertéis florestas dos Montes Laurentinos e o ecossistema do Rio São Lourenço, com animais típicos do Canadá e peixes e por último, o clima polar, com vários tipos de pinguins. Maiores informações: BIODOME

Um outro ponto que visitamos foi a Basílica de Notre Dame que é a mais antiga e grandiosa igreja católica de Montreal.  Fica em frente a Place D’Armes.  Construção original do século XVII, remodelada em 1829.  O altar da igreja é lindo, há um órgão imenso.  Na parte antiga, toda em madeira não há nenhum prego e há lugar para, aproximadamente, 3.000 pessoas se sentarem.  Ela é imensa em todos os sentidos, as torres externas são altíssimas. Na praça em frente a igreja ficam várias carruagens para passeio.  O site da basílica para maiores informações é: NOTRE DAME

Fomos ao Oratório de São José, ou Oratoire Saint-Joseph o local de  maior peregrinação de Montreal.  Há uma escadaria imensa, incluindo uma de madeira, onde os fiéis sobem, muitas vezes de joelhos, pagando promessas. O oratório oferece visitas guiadas, que incluem além da basílica, a visita a uma capela construída no século XIX e ao cemitério do Parc Mont Royal.  Maiores informações sobre o oratório: SAINT-JOSEPH

Passamos no mirante no Parc Mont Royal, para observarmos toda Monteal.  O Parc Mont Royal é enorme.   O mirante em 234 metros de altitude e são 101 hectares de campinas e florestas, com um cemitério imenso. No meio do parque há um lago que no inverno fica congelado e claro, vira rinque de patinação. O site do parque é: MONT ROYAL

Vista do mirante do Parc Mont Royal

Nesse dia, almoçamos num café perto da Praça Cartier e jantamos no Cassino de Montreal. Transporte gratuito e jantar muito barato, considerando os preços dos restaurantes da cidade. A comida do cassino era maravilhosa, ilhas de salada, pratos quentes, frutos do mar e sobremesas com direito a doces confeitados e cascata de chocolate com frutas (eu não me esqueço da visão).

No dia seguinte, dia livre para conhecermos Montreal.  Utilizamos o metrô o dia todo.  Aliás, o metrô do Canadá é incrível, pois ele te leva para todos os lugares. É impressionante.

Voltamos ao Parque Olímpico, a intenção era ir até o alto da torre – 165 metros de altura, para observarmos Montreal, mas estava fechado, pois havia névoa.  O Parque Olímpico, construído para os jogos olímpicos de 1976, atualmente é um espaço público para prática de esportes e exposições. Há um estádio com capacidade para, aproximadamente, 56 mil pessoas. Existem tours de visitação ao Parque Olímpico, onde você conhece todas as instalações.  Não pense que você verá alguma velharia construída há mais de 30 anos.  Verificando na internet, as instalações são maravilhosas. Mariores informações: PARC OLYMPIQUE

Seguimos em direção ao Jardim Botânico de Montreal, onde há mais de 30 jardins temáticos, entre mais de 22 mil espécies de plantas e flores e outros locais de exibição.  Os jardins são maravilhosos.  Na parte dedicada ao jardim japonês havia uma exposição de lindos bonsais, flores de lotus. São vários jardins (chinês, japonês, de rosas, de sombras e por aí vai), plantas ornamentais, tóxicas,medicinais, orquidário, insetárium e haja pernas.  É muito grande.  Pegamos um trenzinho que faz todo o percurso e você desce onde quiser, para apreciar toda a beleza do local. Lmebro que brincamos com muitos esquilos!!!! Um lugar que vale a pena visitar.  Maiores informações: JARDIN BOTANIQUE

Pavilhão Japonês
Os bonsais
Flor de Lotus
Jardim Japonês
Pavilhão Chinês
Jardim das Sombras
eu imagino isso tudo com neve!!!

De lá, seguimos para a Velha Montreal.  Passamos pela sede da Prefeitura, Palácio da Justiça e a Corte Municipal.  Descemos pela praça Jacques Cartier em direção ao porto.  As ruas são lotadas de lojas, restaurantes e artistas também.  Muitos caricaturistas e pintores.  A região do porto é linda e o visual do rio é maravilhoso. A região do Cais do Porto Antigo, atualmente, é um região de entretenimento, eventos culturais, esportivos e shows.  Há locais para ciclismo, caminhada e patinação. Há um barco que faz a travessia do rio, de um lado ao outro eum trenzinho que pode te levar por um passeio por todo o local.  As duas atrações são pagas, como outras também.  Maiores informações: OLD PORT OF MONTREAL

Hotel De Ville – Prefeitura
o outro lado!
Palácio da Justiça de Montreal
Corte Municipal de Montreal

Almoçamos num café, alí mesmo na Jacques Cartier e passamos a tarde explorando a parte velha da cidade, com suas ruazinhas estreitas,  a maioria das construções todas em pedra. Um lugar bonito e diferenciado, de arquitetura francesa. O site da velha Montreal para você programar a sua visita é: VIEUX MONTREAL

Praça Jacques Cartier
Praça Jacques Cartier
Rua da Velha Montreal
Rua da Velha Montreal
era uma rua só de artistas

Jantamos novamente no Cassino de Montreal!!!!  Adoramos.

No dia seguinte, dia livre novamente, passamo o dia explorando a cidade.  Andamos pelas imediações do nosso hotelúltimo dia continuamos nosso giro pela cidade, pela Rua Santa Catarina,onde há muitas lojas de grife,  a Mc Gill, onde se localizam várias empresas, como um distrito financeiros.  Andamos muito.  Passeamos na Place des Arts, principal centro de entretenimento da cidade. Conhecemos a cidade subterrânea, cerca de 32 quilômetros de túneis, uma verdadeira cidade que protege a população da chuva e do frio (e que frio!!). Você desce do metrô e anda por um corredor com várias lojas de serviços, souvenirs e bancas de revistas e de repente chega como se fosse num shopping.  Vários andares, praça de alimentação, lojas.  Essa facilidade fica aberta durante o tempo das operações do metrô (das 5:30 até a 1:00 da manhã do dia seguinte).

Nas ruas de Montreal
Cidade Subterrânea
Imagem da Revista Isto É

Não conseguimos visitar os Museus e o MERCADO MUNICIPAL (esse último, não me perdoo).  Fomos às compras, mas o local era longe.  Saímos da região turística e fomos fazer compras num shopping de locais, se não me engano Versailles e voltamos cansados.  Há três museus muito bem indicados que são MUSEU DE BELAS ARTES, com entrada gratuita e exposição de 35 mil obras de arte, o MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA, e o MUSEU DE ARQUEOLOGIA E HISTÓRIA, que fica localizado na velha Montreal.  Há outros locais para serem visitados.  Há uma região que é toda inglesa, a Rue Sherbroke, a catedral de Montreal, a região Dorchester onde há lindas praças e construções, mas como estavamos em excursão, fizemos muitas visitas panorâmicas.  Em Toronto e Montreal, usamos muito o metrô.  Em todos os hotéis quando chegávamos, eu pegava aquele livrinho da cidade, um mapinha e pernas pra que te quero.  Andamos bastante, vimos muita coisa bacana.  Lógico que quando se vai sozinho dá mais tempo para explorar os locais.  Mas era o que tinhamos para aquelas férias.  Gostamos do Canadá e quero levar meu filho para conhecer tudo isso também.

Aqui termina a história do blog com o Canadá.  Espero que, apenas, por enquanto!!!!

Gostou do post?  Deixe um comentário e vamos dar vida ao blog!!!!

Sobre Debora Godoy Segnini

Debora Godoy Segnini
Nascida em São Paulo, atualmente morando nos Estados Unidos, é mãe, esposa, funcionária pública em trabalho remoto, editora deste blog, viajante, até na maionese, adora viajar, vinhos, cozinhar, restaurantes, livros, passear, sol, chuva, doce, salgado, montanha russa, museu....... e no blog retrata as viagens da família, do casal e da vida!!!! Tudo aquilo que mais Gosta e Pronto!!!!

Confira

Provence com crianças

No ano passado, quando eu programei a viagem para a França, estava numa dúvida cruel …

2 comentários

  1. Muito legal seus comentários, parabens. Estamos indo eu e minha esposa agora em julho e gostaríamos de saber o que vale a pena em termos de compras em Montreal e onde se encontra melhores preços. Agradecemos

    • Debora Godoy Segnini
      Debora Godoy Segnini

      Olá Rafael, que bom que gostou! Então, eu fui a Montreal tem um tempo e fiz compras na Rue Sainte Catherine e na cidade subterrânea, mas hoje, Montreal tem muitas opções de compras na região da Rue Sainte Catherine e McGill. Uma amiga que voltou recentemente me disse que nessa área tem muitas lojas, shoppings enormes!! Uma ótima viagem para vocês e quando voltar, dê uma passadinha aqui e conte como foi. Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *