Capa » Europa » Londres » Turistando em Londres – Parte 3

Turistando em Londres – Parte 3

E continuando a série Turistando em Londres, seguimos agora para uma outra região. Aqui, também, tudo gratuíto.  Bom isso né?!

Visitamos a Galeria Nacional  é uma das atrações turísitcas mais visitadas de Londres.  Aberta em 1838, tem sob sua guarda mais de 2300 obras de Leonardo da Vinci, Cezanne, Boticelli, Caravaggio, Monet e outros tantos artistas europeus. Há tours guiados, explicações específicas sobre as obras, palestras e nada de fotos, ok!!!

A Galeria é grande e  a visita toma um pouco de tempo, porque há inúmeros quadros para serem vistos.  Funciona todos os dias das 10:00 às 18:00 hrs, sendo que às quintas e sextas, se estende até as 21:00 hrs, exceto 25/12 e 01/01. Entrada gratuíta. Há dois restaurantes e achei um ótimo lugar para um chá da tarde.

National Gallery of LondonNational Gallery

Chegamos de metrô pela Charing Cross (linhas Piccadilly e Bakerloo). Mais informações: NATIONAL GALLERY

A Galeria de Arte  fica em frente a Trafalgar Square.  Não e a Times de London, mas olha, tinha tanta gente quando fui….  Não preciso dizer que quase estava um horror…  Pessoas subindo nos monumentos, nas estátuas de bronze.  Tinha gente sentada em cima do leão, segurando no rabo dele. Eu achei uó, mas a praça é um marco super importante na cidade.  Talvez as pessoas não saibam que é a principal praça de Londres e o nome vem de uma batalha, onde os britânicos venceram as tropas de Napoleão.  Bem no centro está a coluna de Nelson, que foi o almirante das forças reais que comandou as tropas britânicas.  Ela é protegidas pelos leões de bronze que me referi acima. A praça também tem fontes e algumas coisas interessantes, como esse cavalinho da fotoabaixo e, recentemente, ganhou um galo azul; no final do ano, ganhará como em todos os anos, uma linda árvore de Natal. Também é palco de eventos e celebrações.  Tenho informações que nos dias de St. Patrick, São Jorge, comemoração do Ano Novo Chinês e na Parada Gay, a praça ferve e é lá que acontecem vários protestos da população.

Trafalgar SquareTrafalgar Square 1

Do outro lado da rua, uma igreja de uma arquitetura muito bacana. A St. Martin in The Fields, despretensiosa, está ali, aberta para visitas e ao lado tem uma entrada, com a inscrição Crypt, onde, descendo as escadas, tem um restaurante muito legal.  O Cafe in The Crypt tem um buffet bem charmoso e cheiroso.  Era cedo, mas mesmo assim, parei para tomar um suco e olhei as comidinhas.  Todas muito apetitosas e achei o preço bem razoável, considerando os praticados nos restaurantes.  Ali, além de almocar, se quiser, dá para fazer um lanche e a programação do restaurante é bem intensa, com concertos e outras apresentações musicais.

St. Martin in the Field

Se quiser mais informações sobre o menu: CRYPT

Se quiser saber mais sobre as apresentações musicais e sobre a Igreja: ST MARTIN

E por falar na estação Charing Cross, onde você desembarca para essas atrações, aliás, aqui é pertinho do The Mall, lembra que falei dele no Turistando em Londres – Parte 2?? O nome foi dado à junção de 3 importantes ruas de Londres – Strand, Whitehall e Cockspur Street.  É considerado o verdadeiro centro de Londres e referência de distância entre pontos na cidade.

Charing Cross Station

E continuando na linha das igrejas, visitamos a St. Paul’s Cathedral.  Foi aqui que se casaram o Principe Charles e a Princesa Diane.  Tem uma das maiores cúpulas do mundo e é uma das mais importantes igrejas de Londres. Nessa igreja houve a comemoração do Jubileu da Rainha Vitória e o Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth II, anúncios de paz das guerras mundiais e outras celebrações e funerais.

St Paul CathedralSt Paul Cathedral 1

A construção da igreja data do século XII tendo sido construída, primeiramente, em madeira e após inúmeros incêndios, foi reconstruída também por várias vezes e somente em 1670 foi construída da forma que está hoje. Seu interior é simplesmente magnífico e não são permitidas fotos, ok!  Mas nós tiramos algumas :\

Para subir na cúpula é necessário pagar, porém, segue a DICA importante. Todos os dias às 17hrs há uma missa cantada, a Evensong.  Para assisti-la você não paga nada, ok!!! Você poderá conhecer a igreja, a missa e as canções, mas não poderá tirar fotos também.

Para chegar aqui usamos a estação do metrô St. Paul’s (linha Central).

Ali bem pertinho está a Millennium Bridge.  A Ponte do Milênio.  Uma obra suspensa, toda em aço e que cruza o Rio Tâmisa, ligando a área de Bankside a Cidty of London. Essa ponte já apareceu em vários filmes.  Aqui em casa eu já vi nas várias vezes em que assistimos Harry Potter –  o Enigma do Príncipe.  Ela é totalemtne diferente da arquitetura e estilo da cidade, mas é super visitada e nela, como em todas as pontes, há inúmeros cadeados fechados, alguns com inscrições, nomes de namorados.  Esse é um hábito de jovens apaixonados, que  colocam seus nomes nos cadeados e prendem-nos nas pontes, beijam-se e jogam as chaves no rio, visando eternizar, assim o seu amor.  Mas, voltando à ponte, ela é totalmente metálica e se você atravessá-la, vindo da Catedral, chega no Tate Modern, um outro museu.

Millennium BridgeMillennium Bridge 1

O Tate Modern é um grande museu internacional de arte moderna.  Eu não visitei, mas fica a dica, pois nele estão expostas muitas obras de Picasso, Nataya Goncharova e muitos outros grandes artistas.  A entrada é gratuíta e além de chegar nele atravessando a ponte Millennium, você pode alcança-lo de metrô, pelas estações London Bridge (linhas Northern e Jubilee) e Southwark (linha Jubilee).  Esse museu faz parte do grupo Tate que reúne outras três galerias de arte que são a Tate Britain, Liverpool e St Ives.  Maiores informações: TATE

Existem outras opções de passeios grátis na cidade.  Vou compilar todas as dicas que levei e publicarei tudo, assim que possível, ok!!! Mas a série “Turistando” continua….

Você também pode gostar de ler:

Turistando em Londres – Parte 1

Turistando em Londres – Parte 2

Gostou do post?? Deixe um comentário e vamos dar vida ao blog!!!!!

 

Sobre Debora Godoy Segnini

Debora Godoy Segnini
Nascida em São Paulo, atualmente morando nos Estados Unidos, é mãe, esposa, funcionária pública em trabalho remoto, editora deste blog, viajante, até na maionese, adora viajar, vinhos, cozinhar, restaurantes, livros, passear, sol, chuva, doce, salgado, montanha russa, museu....... e no blog retrata as viagens da família, do casal e da vida!!!! Tudo aquilo que mais Gosta e Pronto!!!!

Confira

Apresentação do Guia de Londres – por Heloísa Righetto

Depois de ler o Guia de Londres escrito pela Heloísa Righetto, (editora dos blogs MiBloguito …

2 comentários

  1. Tb não visitei a Tate Modern mas AMEI a National Gallery que não tinha tantas expectativas… Ai, é muita coisa legal em Londres pra pouco tempo de viagem! rs

    • Debora Godoy Segnini
      Debora Godoy Segnini

      Oi Fê, eu queria muuuito ter ido ao Tate, mas não tinha tempo…… Londres me deixou com gostinho de quero muito mais!!!! Um bj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *