Capa » Destinos de viagem » Brasil » Bahia » Passeio de Volta a Ilha em Morro de São Paulo

Passeio de Volta a Ilha em Morro de São Paulo

Escolhendo o que fazer logo marquei como favorito o Passeio de Volta a Ilha em Morro de São Paulo.  Queria conhecer um pouco das maravilhas locais, dando a volta na ilha Tinharé. Esse passeio é um dos mais requisitados nas agências locais e ele dá ao turista a oportunidade de conhecer lugares lindos, praias diferentes, piscinas naturais lindíssimas e paisagens de tirar o fôlego. Verifiquei várias agências e todas cobravam o mesmo valor para aquela época do ano – sim, o valor oscila, dependendo da época e da maré, pois o ideal é sair com a maré baixa.

Os passeios saem de lanchas e flex boat da Terceira Praia, e alguns saem do cais; duram cerca de oito horas, saindo mais ou menos às 9:30 da manhã e chegando no cais, por volta das 17 horas.

No dia do nosso passeio acordamos com uma tempestade horrível.  Aliás, todos os dias em que estive no Morro choveu das 5 às 8 da manhã e naquele dia aconteceu a mesma coisa.  Chuva da grossa em pleno verão!!!!!  Mas a chuva havia passado.  Tinhamos acertado com um marinheiro e fretamos uma lancha – claro que pagamos mais caro que o valor das agências, mas fizemos o passeio em 6 pessoas.  Saímos da pousada, passamos no mercado para pegarmos água, suco, biscoito para as crianças e cerveja para os maridos e seguimos para a Terceira Praia de onde sairia a nossa lancha.  A surpresa veio no meio disso – começou a chover novamente. E bastante!!!!!  Subimos na lancha e saímos mesmo assim.  Conversamos com o marinheiro e ele nos garantiu que o tempo ia melhorar em minutos.  Antes, porém, veririquei na embarcação se ela tinha todos os equipamentos de segurança, como kit de primeiro socorros, coletes salva vidas para todos que ali estavam e outras coisinhas que o próprio marinheiro ia indicando – equipamentos de segurança.

A única coisa que eu perguntei para ele se era seguro sairmos naquele tempo.  Ele disse sim!  Com certeza não iria colocar a vida dele em risco……

O tempo estava tão feio, que ficamos ensopados, mesmo na parte coberta da lancha, pois a água da chuva vinha de todos os lados.  Saímos muito na frente dos outros barcos e isso era uma coisa que me confortava – se acontecer o pior, o socorro está logo atrás.  Sim, pensei nisso, pois a lancha batia muito no mar e estávamos todas (as mulheres, clar0) apavoradas.!!!!!

Saida do Passeio de Volta a IlhaPasseio de Volta a Ilha 2

Como se fosse um passe de mágicas, o sol apareceu e o dia feio ficou para trás e para frente, só mar calmo, sol, e céu azul!!!!  Parecia coisa de filme rsrsrs!!!!!

Passeio de Volta a Ilha

Durante o passeio são feitas várias paradas e uma delas, nas piscinas de Garapuá, onde você pode descer do barco e mergulhar e até usar snorkel e ver uma infinidade de peixinhos, moreias (sim, elas ficam perto dos arrecifes de corais).  Nos passeios convencionais, as paradas duram cerca de 50 minutos cada. No nosso ficavamos o tempo que queriamos, pois estavamos em poucos e tudo se torna mais fácil. Nessa piscina, há um bar flutuante (barco bar), onde são servidas bebidas e alguns petiscos para os turistas.  Bem bacana!!!!

Dependendo da maré, você pode avistar mais ou menos peixes.  No nosso caso, as piscinas não estavam tão rasas por conta da chuva, mas o visual é maravilhoso. Eu como passo muito mal em embarcações, tomei remédio e não quis descer para o mar nas paradas – mais bobagem, pois com o balanço da lancha, me senti ainda pior.  Fica a dica!!! Outra parada foi feita em Moreré que tem águas cristalinas e muitos peixes coloridos.

Passeio de Volta a Ilha MorereBar Flutuante

O passeio segue, então, para Boipeba e faz parada em Cueira ou  Boca da Praia.  A praia de Cueira é linda, aliás, magnífica.  Um coqueiral lindo recebe os visitantes, muita areia fininha, clara, um maar azul sem tamanho e a grande atração fica por conta do restaurante do Seu Guido, um pescador que há anos vende lagosta na beira da praia.  Assadas num fogão à lenha, são servidas em várias receitas e é vale experimentar viu!!!  Show de bola de sabor e simpatia.  Seu Guido, obrigada por receber tão bem todos os turistas!!!  Ele conversa, conta sua história, mostra seus pescados, tudo isso num quiosque improvisado sem luz elétrica……  também falei do Seu Guido AQUI.

Chegado em BoipebaPaisagens das Praias

Em Boipeba é possível se hospedar e disseram que a comunidade é muito bacana e que há, inclusive, um Museu de Ossos por lá.  Não tivemos tempo de curtir isso, ficamos curtindo a praia e suas belezas.  Queremos voltar um dia e explorar essa parte da Ilha.

Praia de BoipebaCoqueiros em BoipebaPraia de BoipebaPraia em BoipebaBrincando em BoipebaLagostas do GuidoSaindo de Boipeba

A Boca da Barra é cheia de barzinhos e restaurantes – não paramos lá, mas se você fizer o passeio, dá para ir até lá usando uma trilha na mata que passa, inclusive, pela praia de Tassimirim.  A caminhada tem guias que te ajudam ali na praia mesmo e demora uns 20 minutos.  Veja com o responsável pelo seu passeio sobre o tempo. Boca da Barra é uma das paradas dos passeios.

Boca da barra

Como estavamos por conta, preferimos avançar pelo Rio do Inferno (assim é chamado, por conta da quantidade de bancos de areia que faz os barcos encalhares), onde há uma linda vegetação beirando o rio e algumas comunidades. Fizemos uma parada numa delas, onde se come ostras, peixes e caranguejos.  Um restaurante flutuante e animado.  Ali comemos ostras até gratinadas (deliciosas)!!!!! Falei desse restaurante AQUI.

Rio do InfernoRestaurante Flutuante

A próxima parada do passeio é em Cairu, a sede administrativa da Ilha, onde é realizada uma visita ao Convento de Santo Antônio e conhece um pouco de um pequeno município de 1501 – patrimônio histórico do tempo da colonização do país. Nós não descemos em Cairu…..

Cairu 1Cairu

Depois disso, voltamos para o cais do Morro, passando por Gamboa e vendo o paredão de argila que tem lá.  Infelizmente, os barcos que fazem esse passeio não param em Gamboa (pelo que entendi, um acerto das agências – quem leva a um lugar, não leva ao outro e fim!!!).

Gamboa em Morro de Sao Paulo

Chegamos de volta e adoramos o passeio. Foi um dia bem bacana e super proveitoso.  Obrigada Chiclete (nosso marinheiro), por ter sido tão gentil conosco e nos levado ver lugares tão lindos!!!!!

Gostou do post?? Tem dicas?? Deixe um comentário e vamos dar vida ao blog!!!!

 

Sobre Debora Godoy Segnini

Debora Godoy Segnini
Nascida em São Paulo, atualmente morando nos Estados Unidos, é mãe, esposa, funcionária pública em trabalho remoto, editora deste blog, viajante, até na maionese, adora viajar, vinhos, cozinhar, restaurantes, livros, passear, sol, chuva, doce, salgado, montanha russa, museu....... e no blog retrata as viagens da família, do casal e da vida!!!! Tudo aquilo que mais Gosta e Pronto!!!!

Confira

Um giro em Salvador

Duas horas e meia, era isso que eu tinha para dar um giro em Salvador. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *