Capa » Destinos de viagem » Brasil » Minas Gerais » Como chegar a Serra da Canastra

Como chegar a Serra da Canastra

Eu já fiz o post da hospedagem lá na Canastra, mas hoje vou fazer um breve relato de como chegar a Serra da Canastra.  Na verdade, vou falar sobre o caminho que nós fizemos, a partir de São Paulo, cidade onde moramos.  Fomos com o nosso carro de passeio e usamos os carros da pousada (compramos o passeio com eles), para subirmos na Babilônia e para irmos na parte alta da Canastra, mas isso eu conto mais para frente……

Caminhos para Canastra
Os caminhos até a Canastra, a partir de São Paulo

Como aqui em casa, temos cachorro e passarinho, precisávamos deixá-los no hotel (leia-se, casa da minha mãe), que fica em Jundiaí, no caminho que havíamos traçado.

Saida para Canastra
Saímos junto com o amanhecer……

A Serra da Canastra está localizada no Estado de Minas Gerais, vizinho a São Paulo.  Como decidimos nos hospedar em Vargem Bonita, traçamos nosso caminho direto para lá.  Porque Vargem Bonita? Primeiro porque a Pousada Fazendinha da Canastra onde nos hospedamos tinha sido escolhida não só pelas indicações, mas também porque entendemos que era um lugar estratégico para a saída dos passeios, pelo proximidade ao Morro do Carvão que dá acesso a Babilônia, pelo fácil acesso ao Parque Nacional da Canastra, porque de fácil acesso a Casca D’Anta, a primeira queda do Rio São Francisco cuja queda livre tem, aproximadamente, 180 metros e porque algo me dizia que íamos amar aquele lugar, como foi o que aconteceu.

Caminho da Canastra
Coisas do caminho……

Antes de mais nada, cumpre dizer que o Parque Nacional da Serra da Canastra tem 4 acessos que são as quatro portarias instaladas – uma em São Roque de Minas, uma em São José do Barreiro, uma em São João Batista e uma em Sacramento.  Os dois últimos acessos são feitos em longas esteadas de terra, bem precárias e quase inacessíveis em épocas de chuva. Por São José do Barreiro, o trecho de terra beira 22 km e por São Roque de Minas apenas 8 km e essa é a cidade próxima a Vargem Bonita. Sacou?!

Cidade de Vargem Bonita
A cidade de Vargem bonita. A praça central e a padaria São Guido (onde há uma concentração de pessoas). Conto sobre ela no próximo post.

Vargem Bonita é a primeira cidade em que o Rio São Francisco passa após sua nascente, tem aproximadamente 2.000 habitantes e seus atrativos são as corredeiras de águas cristalinas do rio São Francisco, que te convidam para um banho e o artesanato da região (que vou explorar na próxima visita que será realizada em breve!!!).

Chegando em Vargem Bonita
Entrada de Vargem Bonita
Vargem Bonita
Entrando na cidade

Vamos aos fatos.  Saímos de São Paulo à noite e paramos para dormir em Jundiaí.  Bem cedo, saímos de Jundiaí e pegamos a Rodovia Bandeirantes – Anhanguera, saímos para a Dom Pedro I,  na sequência a MG 50  – Circuito das Nascentes e Montanhas Cafeeiras. Passamos por várias cidades e várias plantações de café, até Piumhi e, por último, acessamos a rodovia MG 341 no sentido Vargem Bonita. Antes de pegar essa rodovia, praticamente, atravessamos a cidade de Piumhi.

Na cidade de Passos, distante umas 5 horas da cidade de São Paulo, há um hotel – San Diego, na beira da estrada, mas parece ser um ótimo hotel.  Ele fica 2 horas distante do destino final, mas achei uma ótima opção para passar a noite, se tivéssemos ido direto e não dormido em Jundiaí.

No total, em abril de 2015 gastamos de pedágio, aproximadamente R$ 50,00.

O percurso todo dura a partir de São Paulo, aproximadamente, 7 horas – 540 Km e durante o caminho, você passa pela represa de Furnas, onde pode parar para dar um passeio e conhecer o pedaço. Nós paramos num restaurante na beira da estrada, de onde se tinha uma ótima vista da Lagoa Azul/ Lago de Furnas, a partir de onde você pode fazer vários passeios.

Lá há um empório com doces e salgados da cozinha mineira, banheiro limpo, cascatinha, passeios de escuna, lancha, catamarã, canyons com cachoeiras e até hospedagem.

Lago Azul
Lago Azul/ Lago de Furnas, localizado no caminho da Canastra

No caminho também passamos por vários postos de gasolina, alguns com lojas de conveniência e um Frango Assado de pequeno porte.

As cidades em que passamos no caminho foram: Campinas, Mogi-Guaçu, Aguaí, Casa Branca, Mococa, Arceburgo, Monte Santo de Minas, São Sebastião do Paraíso, Itaú de Minas, Furnas, Capitõlio, Piumhi. Se você estiver com tempo sobrando, pode até conhecer algumas delas.

Ao chegar em Vargem Grande, aquela pequena cidade, fomos direto para nossa pousada a Fazendinha da Canastra, deixamos nossas coisas e fomos explorar a região, mas isso fica para o próximo post!!!

Chegada a Vargem Bonita
Estrada de asfalto acabando…..
Caminho até a pousada
Caminhos lindos que nos levam até a nossa Pousada – Fazendinha da Canastra

Gostou do post? Tem dicas?? Deixe um comentários e vamos dar vida ao blog!!!!!

Sobre Debora Godoy Segnini

Debora Godoy Segnini
Nascida em São Paulo, atualmente morando nos Estados Unidos, é mãe, esposa, funcionária pública em trabalho remoto, editora deste blog, viajante, até na maionese, adora viajar, vinhos, cozinhar, restaurantes, livros, passear, sol, chuva, doce, salgado, montanha russa, museu....... e no blog retrata as viagens da família, do casal e da vida!!!! Tudo aquilo que mais Gosta e Pronto!!!!

Confira

Parte Alta da Serra da Canastra

Depois do passeio da Babilônia eu fiquei indecisa entre fazer o passeio na parte baixa …

8 comentários

  1. Vargem Grande ou Vargem Bonita?

  2. Helena Carvalho

    Olá, pretendo ir agora em setembro para serra da canastra e emendar com inhotim , vou seguir suas dicas !

    • Debora Godoy Segnini
      Debora Godoy Segnini

      Oi Helena, tudo bem??? É uma pernada hein!! Do Parque Nacional até Inhotim leva, aproximadamente, 5 horas!!! Eu ainda não fui a Inhotim. Está na lista…. Obrigada pela visita e ótima viagem para você!!! Um abraço 🙂

  3. Marcelo Gomes

    Olá, em dezembro chove muito na serra da canastra? A ideia seria acampamento. Qual a sua opinião?
    Pela atenção, muito obrigado.

    • Debora Godoy Segnini
      Debora Godoy Segnini

      Oi Marcelo, tudo bem??/ Os grandes períodos chuvosos na canastra vão de setembro a novembro. Minha última viagem foi novembro de 2015 e não peguei chuva por la. O tempo anda meio doido…. Acho que dezembro você não vai pegar muuuuita chuva não, apesar do período ser mais incerto…. Boa viagem!!

  4. saindo de sao paulo ate a serra da canastra preciso de dicas de trajeto mais facil e com menos pedagio

    • Debora Godoy Segnini
      Debora Godoy Segnini

      Oi Michel, eu usei apenas essa rodovia e não estudei a chegada de outra forma. Desculpe não poder informar. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *