Capa » Gastronomia » Comidinhas/ Restaurantes » A gastronomia de Cunha

A gastronomia de Cunha

Contei mais de 36 restaurantes fora os cafés e afins que fazem parte da Gastronomia de Cunha. É muita coisa para se experimentar e acho que mesmo em uma semana de visita a cidade, seria incapaz de poder visitar tantos restaurantes.

A lista para visitar era enorme. Alguns restaurantes abrem apenas para o almoço e muitos deles preparam a comida ali na hora. Isso mesmo, fazem a massa, os recheios e o atendimento é demorado. Então, paciência é a palavra chave por ali. Bom, vai ter pressa prá que estando ali, não é mesmo.

Umas das grandes indicações que tinha era o Observatori Gastronomia & Cultura que fica na Rua José Arantes Filho, 380, perto do centro da cidade. Todo mundo me disse que eu deveria almoçar, que ele tem uma vista linda para o lago, mas não deu né…..  Depois do passeio que fizemos pelo centro da cidade, passando pelas incríveis delícias que falei naquele post, pelo Café Capril e terminando com o happy hour do Atelier Gaia, onde vimos a queima das cerâmica com a Técnica do Raku, fomos elevados à categoria de heróis quando decidimos jantar! O restaurante é pequeno – são apenas 6 a 8 mesas, com um serviço muito atencioso. Pedimos uma beringela de entrada e um prato de massa para cada um. Atenção! Os pratos são super bem servidos ok!  A carta de vinhos é um pouco singela, mas com bons rótulos.  Todos os pratos vem para a mesa cobertos e são bem apresentados. Obviamente, não coube a sobremesa…….

Observatório em Cunha entradaObservatório em Cunha pratos

No dia em que subimos na Pedra da Macela, eu tinha a indicação para visitar dois restaurantes, mas por conta da minha molenguice da subida, acabamos descendo meio tarde e decidimos comer no restaurante que tínhamos indicação que ficasse mais perto e ele era mesmo na estrada que leva de volta à estrada, a Taberna Coração da Terra. Mesmo perto do meio dia o restaurante já estava cheio.  São poucas mesas, também, mas o lugar é mega lindo!!!!

Taberna Coracao da Terra

Esperar pela nossa mesa foi bem gostoso. Nos sentamos e pedimos um vinho. Ficamos ali apreciando a paisagem e esperando o tempo passar. Não posso dizer que a espera não foi longa. Pelo menos uma hora até sermos atendidos.  Quase cem por cento dos pratos do restaurante são feitos à base de cogumelos shitake, cultivados lá mesmo. Pedimos uma entrada com patê de shitake, massa com pesto de shitake, recheadas com shitake e shitakes recheados.  Overdose bem comida!!!!

Taberna Coracao da Terra PratosCaminhos da Taberna

Experimentamos esses dois restaurantes em Cunha. Também comemos na Pousada Barra do Bié, onde a Ana nos preparou pratos deliciosos e passamos um dia fazendo gordices quando demos uma volta pelo centro da cidade de Cunha que eu contei nesse post AQUI. Lembram das delícias??

Doces da CidinhaCafe e Arte de CunhaGostou do post? Experimentou algum restaurante em Cunha? Conte prá nós!!!

 

Sobre Debora Godoy Segnini

Debora Godoy Segnini

Nascida em São Paulo, atualmente morando nos Estados Unidos, é mãe, esposa, funcionária pública em trabalho remoto, editora deste blog, viajante, até na maionese, adora viajar, vinhos, cozinhar, restaurantes, livros, passear, sol, chuva, doce, salgado, montanha russa, museu……. e no blog retrata as viagens da família, do casal e da vida!!!! Tudo aquilo que mais Gosta e Pronto!!!!

Confira

Meus doces preferidos em Orlando

Neste post vou contar pra vocês quais as minhas preferências na terrinha americana – meus …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *