Capa » Gastronomia » Comidinhas/ Restaurantes » A gastronomia de Cunha

A gastronomia de Cunha

Contei mais de 36 restaurantes fora os cafés e afins que fazem parte da Gastronomia de Cunha. É muita coisa para se experimentar e acho que mesmo em uma semana de visita a cidade, seria incapaz de poder visitar tantos restaurantes.

A lista para visitar era enorme. Alguns restaurantes abrem apenas para o almoço e muitos deles preparam a comida ali na hora. Isso mesmo, fazem a massa, os recheios e o atendimento é demorado. Então, paciência é a palavra chave por ali. Bom, vai ter pressa prá que estando ali, não é mesmo.

Umas das grandes indicações que tinha era o Observatori Gastronomia & Cultura que fica na Rua José Arantes Filho, 380, perto do centro da cidade. Todo mundo me disse que eu deveria almoçar, que ele tem uma vista linda para o lago, mas não deu né…..  Depois do passeio que fizemos pelo centro da cidade, passando pelas incríveis delícias que falei naquele post, pelo Café Capril e terminando com o happy hour do Atelier Gaia, onde vimos a queima das cerâmica com a Técnica do Raku, fomos elevados à categoria de heróis quando decidimos jantar! O restaurante é pequeno – são apenas 6 a 8 mesas, com um serviço muito atencioso. Pedimos uma beringela de entrada e um prato de massa para cada um. Atenção! Os pratos são super bem servidos ok!  A carta de vinhos é um pouco singela, mas com bons rótulos.  Todos os pratos vem para a mesa cobertos e são bem apresentados. Obviamente, não coube a sobremesa…….

Observatório em Cunha entradaObservatório em Cunha pratos

No dia em que subimos na Pedra da Macela, eu tinha a indicação para visitar dois restaurantes, mas por conta da minha molenguice da subida, acabamos descendo meio tarde e decidimos comer no restaurante que tínhamos indicação que ficasse mais perto e ele era mesmo na estrada que leva de volta à estrada, a Taberna Coração da Terra. Mesmo perto do meio dia o restaurante já estava cheio.  São poucas mesas, também, mas o lugar é mega lindo!!!!

Taberna Coracao da Terra

Esperar pela nossa mesa foi bem gostoso. Nos sentamos e pedimos um vinho. Ficamos ali apreciando a paisagem e esperando o tempo passar. Não posso dizer que a espera não foi longa. Pelo menos uma hora até sermos atendidos.  Quase cem por cento dos pratos do restaurante são feitos à base de cogumelos shitake, cultivados lá mesmo. Pedimos uma entrada com patê de shitake, massa com pesto de shitake, recheadas com shitake e shitakes recheados.  Overdose bem comida!!!!

Taberna Coracao da Terra PratosCaminhos da Taberna

Experimentamos esses dois restaurantes em Cunha. Também comemos na Pousada Barra do Bié, onde a Ana nos preparou pratos deliciosos e passamos um dia fazendo gordices quando demos uma volta pelo centro da cidade de Cunha que eu contei nesse post AQUI. Lembram das delícias??

Doces da CidinhaCafe e Arte de CunhaGostou do post? Experimentou algum restaurante em Cunha? Conte prá nós!!!

 

Sobre Debora Godoy Segnini

Debora Godoy Segnini
Nascida em São Paulo, onde vive, mãe, esposa, funcionária pública, editora deste blog, viajante, até na maionese, adora viajar, vinhos, cozinhar, restaurantes, livros, passear, sol, chuva, doce, salgado, montanha russa, museu....... e no blog retrata as viagens da família, do casal e da vida!!!! Tudo aquilo que mais Gosta e Pronto!!!!

Confira

Meus doces preferidos em Orlando

Neste post vou contar pra vocês quais as minhas preferências na terrinha americana – meus …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *